Colar Alice…

Gente, eu tava na net esses dias e uma querida amiga que fazia tempo que não falava com ela, me encontrou aqui no EG e voltamos a conversar… e hj ela me contou que foi em uma loja aqui da minha city, Catanduva, chama Analê e encontrou um colarzinho super fofo baseado no filme Alice no país das maravilhas… O colar é super fofo e tem vários pingentes… o espelho da alice, a cora da rainha, o sapatinho e o laço… Eu achei muito lindo! Custou R$50,00… Confiram!

Eu to encantada… Brigadinha pela noticia Vanessa… Adorei!

http://www.multidicas.com/wp-content/uploads/2010/07/alice.jpg

Parece que a síndrome alice não quer passar de jeito nenhum… rsss

http://www.estilogarota.com/wp-content/uploads/2010/06/assinaturafla.jpg


Faltava um vídeo pra comemorar os anéis Alice

Criar e lançar os anéis-conceito inspirados no filme Alice no País das Maravilhas foi um projeto tão bacana que tinham que coroar com um vídeo. Fonte: Adoro Jóias.


Pulseira do Gato Risonho

Aproveitando a moda de Alice no País das Maravilhas, Shana Logic lança pulseira com o Gato Risonho. Fonte: PopGirl.

 pulseira_gatorisonho

Quem lê o livro ou assiste ao desenho da Disney dificilmente vai dizer que não gostou do Gato Risonho (ou Cheshire Cat), o misterioso gato que desaparece do nada e deixa o sorriso no ar em Alice no País das Maravilhas.

Agora que Tim Burton lançou uma versão cinematográfica da história, a temática está com tudo no mundo da moda e a loja Shana Logic também entrou na onda. Uma das peças inspiradas no clássico de Lewis Carroll é esta pulseira do tal gato.

As cores acompanham as cores do bichano – azul escuro, roxo– e ali no meio está um desenho estilizado do Gato Risonho. Lindo!

Feita à mão com pérolas de vidro, resina e metal, a pulseira custa 60 dólares.


Assista a “Alice no País das Maravilhas” e prepare-se: você vai querer ter olhos insones e vestidos azuis

Separe a maquiagem e prepare o guarda-roupa: se neste final de semana seu programa for assistir a “Alice no País das Maravilhas” (a estréia brasileira aconteceu neste feriado do dia 21/4), há chances consideráveis da estética do filme dirigido por Tim Burton mudar seus desejos de moda e beleza do momento.

Olhos charmosamente insones e versões entre quase inocentes, românticas e até sexies (a protagonista agora tem 19 anos) do famoso vestido azul de Alice estão entre os hits de estilo desta nova leitura cuja caracterização é fruto da parceria entre Valli O’Reilly, responsável pela maquiagem, Terry Baliel, que assina o cabelo e Colleen Atwood, com o trabalho de recriar os figurinos do clássico livro de Lewis Carroll, lançado em 1865, para um conto de fadas “a la” Tim Burton. O resultado deveria, claro, incluir o clima sombrio e fantástico característico da assinatura cinematográfica do diretor. 

Vencedora de dois Oscars (pelos figurinos de “Memórias de uma Gueixa” e de “Chicago”), recrutada por Burton em sete de seus filmes, entre eles “Edward, Mãos de Tesoura” e “Peixe Grande e Suas Histórias”, Colleen Atwood inspirou-se nas ilustrações das primeiras edições do livro, feitas pelo próprio Lewis Carroll e por John Tenniel. E foi além. A rainha Elizabeth 1ª (1558–1603) serviu de referência para a criação do figurino da Rainha de Copas, interpretada por Helena Bonhan Carter (note como o vestido é parecidíssimo com o de um famoso retrato da rainha Elizabeth que você vê abaixo). Já as afetações, caprichos e frufrus franceses da corte de Luís 16 no século 18 (e início do 19) inspiraram a imagem da Rainha Branca (Anne Hathaway). Para criar o Chapeleiro Maluco (Jonny Depp), Atwood olhou para os chapeleiros que viveram no século 19 e adotou traje divertido porém tradicional de casaca, calça e colete. Para Alice (Mia Wasikowska), bolou três versões do famigerado vestido azul que todo mundo tem na cabeça dos livros da infância e do clássico da Disney, lançado em 1951. Ainda, desenhou a armadura, o conjunto da personagem quando está no castelo da Rainha Branca e o vestido vermelho e preto com que Alice aparece no castelo da Rainha de Copas.

Com recurso 3D e mistura de animação com atores de verdade, a figurinista assina absolutamente tudo o que diz respeito a roupa no filme. Pesquisou tecidos, criou botões e adornos para todas as animações. E mandou fazer figurinos reais para que os animadores de Tim Burton criassem os virtuais. As roupas, aliás, foram todas confeccionadas especialmente para a superprodução.

A seguir, saiba mais sobre o figurino e a maquiagem dos personagens principais de “Alice no País das Maravilhas”. No álbum de fotos, não perca as imagens de croquis e detalhes de roupas e maquiagem, além de mais informações sobre o figurino e dicas de produtos de beleza e moda inspirados no filme.

Alice (Mia Wasikowska) – No filme de Burton, a personagem tem 19, e não 10 anos. No primeiro dos três vestidos azuis usados por ela, o estilo ainda é mais infantil e lembra o modelo que todo mundo conhece. Não tem, porém, avental nem crinolina (a estrutura que faz com que a saia fique dura e rodada), é mais curto e a personagem se recusa a colocar meias e espartilho para compor o visual, numa atitude rebelde e “feminista” para a época de cintura estranguladas. O segundo vestido é molenga e sexy, tanto pelos ombros e braços nus quanto pelo tamanho: a personagem encolhe e cresce durante a história, e às vezes tem que se encaixar no vestido que usava imediatamente antes da transformação. Para ter uma idéia da dimensão e proporção que as roupas teriam, a figurinista mandou confeccionar desde uma peça com tamanho original de 8 centímetros (trata-se do vestido que o Chapeleiro Maluco faz para Alice, quando ela encolhe ao ponto de esconder-se no bule de chá) até o modelo que coubesse em alguém de 2,74 metros. Curiosidade: a atriz Mia Wasikowska mede 1,62 metro. A maquiagem de Alice é pálida, com olheiras levemente avermelhadas: a garota não dorme direito; é acordada desde a infância pelo mesmo sonho que a intriga e a deixa insone.

Rainha de Copas (Helena Bonham Carter) – Tem figurino inspirado na rainha inglesa Elizabeth 1ª. Os materiais usados em suas roupas e enfeites são baratos. O grande desafio para a caracterização foi a cabeça gigante da personagem, aumentada em três vezes em relação ao tamanho da cabeça da atriz. Ainda, usa uma prótese para aumentar a testa e uma peruca vermelha que pesa quase um quilo e meio.

Rainha Branca (Anne Hathaway) – Os frufrus e afetações da corte do rei francês Luís 16 inspiram o vestido branco com mangas curtas bufantes, manga longa de tule por baixo, bordados de pérola, tudo alvo, incluindo a peruca longa e platinada de cabelo natural. O contraste agressivo é feito por meio da maquiagem, com pele bem branca e batom e unhas em vinho bem escuro, quase preto. As olheiras, ainda que leves, como em Alice, também aparecem, rosadas. Afinal, a rainha também perdeu o sono quando teve seu reino tomado pela irmã.

Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) – A figurinista pesquisou sobre a história dos chapeleiros do século 19, época em que Lewis Carroll escreveu “Alice no País das Maravilhas”, para vestir o personagem interpretado por Depp. O resultado parece o de um dândi amalucado (o dandismo, aliás, surgiu na Inglaterra, neste período), com casaca longa, lenço em laço colorido no pescoço, colete e calça, num traje de época completo. Assim como Alice e a Rainha Branca, o Chapeleiro Maluco também tem olheiras, mas são maximizadas, vermelhas e fortes. Em cima dos olhos, que foram aumentados digitalmente, sombra forte azul. Na cabeça, peruca vermelha e chapéu estilo cartola.(Colaborou Fernanda Schimidt)

Fonte: Estilo Uol


O lindo look de Alice

O cabelo é natural, mas os cachos deram um trabalhão; saiba mais sobre o visual! Fonte: Delas

5237607679987É difícil tirar os olhos dos cabelos de Mia Wasikowska, atriz que interpreta a personagem principal na nova versão de “Alice no País das Maravilhas”. E se o filme é o grande lançamento da temporada, os fios loiros e cacheados de Alice também são sucesso garantido.

Valli O´Reille, maquiadora e principal responsável pelo look dos personagens, disse em entrevista para o site Style.com que não utilizou nenhum aplique na cabeleira da moça. Ainda segundo ela, foi preciso ficar enrolando o cabelo de Mia durante todo o dia no set de gravações para que os cachos não caíssem.

A artista plástica Margaret Keane, que nos anos 60 pintava crianças com olhos grandes e expressivos, serviu de inspiração para a maquiagem de Alice. Isso rendeu a Mia Wasikowska muitas horas na cadeira da make-up: “Ela ganhou tanta maquiagem quanto os outros, só que a dela parece mais natural”, disse Valli.

A marca Urban Decay, que lançou uma caixa temática para o filme, ensina a fazer os olhos de Alice com sombra berinjela; confira o passo a passo.

Como fazer o cabelo de Alice

O hairstylist Bruno Lemes dá a dica para montar o penteado da personagem: “Eu aconselho um babyliss fino e um spray de fixação para segurar as ondas. Já a franja com movimento pode ser feita puxando as mechas com o secador desde a raiz”, explica ele. Outras práticas garantem saúde e vida longa aos fios, confira:

- Corte as pontas: de tempos em tempos convém cortar as pontinhas dos fios. “Se não cortar, a ponta vai afinando, desfiando e o fio abre todo. É daí que vem a ponta dupla”, diz Bruno.

- Use leave-in: sem enxágüe e com protetor solar e garanta vida longa e modelagem aos fios.

- Cauterize: o tratamento fortalece os fios ao selar as cutículas. É uma opção para quem não gosta de cortar as pontas do cabelo toda hora.

- Hidrate: de nada adianta ter cabelos longos se eles não estiverem saudáveis. A regra é simples e bastante conhecida: hidratação. “Uma vez por semana, mesmo fazendo o procedimento em casa, já é o suficiente”, explica Bruno.

5237607741725

Assim como Alice, Mia mostrou que é corajosa. Após as filmagens, ela radicalizou ao cortar os fios estilo Joãozinho. O cabelo foi doado para uma instituição de caridade